PALAVRAS A SEREM EVITADAS EM UM RELATÓRIO DE AUDITORIA INTERNA

As auditorias internas são essenciais para qualquer sistema de gestão da qualidade, e são tão importantes como auditorias externas quando se trata de normas ISO 9001.

O relatório de auditoria interna

Um relatório da auditoria deve fornecer um registro completo, preciso, conciso e claro de uma auditoria.

Alguns passos simples, mas muito importantes, podem auxiliá-lo na correta preparação de um relatório de auditoria:

– Tenha um sucinto conhecimento dos processos que serão auditados, para não correr o risco de que inconsistências não sejam percebidas e, consequentemente, não sejam citadas. Escrever sobre algo que se conhece é muito melhor.

– Agrupe as não conformidades constatadas, detalhando-as por setor.

– Reúna provas, que serão anexos/complementos do seu relatório (fotos, formulários e outros).

– Pontue também os fatos positivos verificados na auditoria.

– Faça uma análise crítica sugerindo/recomendando o que pode ser melhorado no processo.

Agora veja algumas palavras a serem evitadas em um relatório de auditoria interna:

palavras a serem evitadas em um relatório de auditoria interna

Melhores Práticas para Auditorias Internas de Sistema de Gestão da Qualidade

Para garantir que você obtenha o máximo de um processo de auditoria, considere algumas simples dicas para auditorias internas eficazes.

Atitude – Uma atitude positiva, não-confrontacional é essencial para impedir que os funcionários se sintam vitimados ou na defensiva. O papel do auditor é fornecer clareza e feedback sobre processos e procedimentos, para encontrar áreas para melhoria ou identificar potenciais problemas.

Organização – Os funcionários devem ser notificados da próxima auditoria com bastante antecedência. As pessoas respondem melhor quando têm tempo suficiente para se preparar. Notificações de último minuto não são úteis a ninguém, e como qualquer outro processo, a fase de auditoria interna deve ser tratada com a devida antecedência e com a cooperação de todos os envolvidos.

Checklist – Uma lista de verificação é essencial para orientar o auditor de modo a não esquecer nenhum detalhe a ser avaliado, assim como para registrar as constatações e observações. O melhor é que contenha perguntas curtas e concisas sem entrar em detalhes excessivos. Uma lista de verificação padronizada irá ajudá-lo a manter registro também de questões, com notas tomadas junto com as respostas.

Fontes:

http//www.sobreadministracao.com/dicas-para-elaboracao-de-relatorios-de-auditoria/

https//www.lennoxhill.co.uk/blog/how-to-conduct-an-effective-internal-audit

 

 

 


Compartilhar